O Banco de Portugal alertou esta terça-feira para possíveis casos de falsos bancos e recomendou aos potenciais clientes que se informem antes de passarem dinheiro a estas alegadas instituições financeiras.

«Têm chegado ao conhecimento do Banco de Portugal diversas situações de supostas entidades que, apresentando-se junto do público como instituições financeiras, dizem conceder crédito a taxas de juro abaixo do valor de mercado, sem necessidade, em regra, da apresentação de quaisquer garantias», indicou o Banco de Portugal.

Fonte oficial da instituição financeira liderada por Carlos Costa, não avançou informações sobre a identidade das entidades visadas, justificando o silêncio nesta fase com a necessidade de não prejudicar a investigação do caso, que também está a ser analisado pela Polícia Judiciária.

Em comunicado, o BdP explica que numa primeira fase as entidades financeiras em causa solicitam elementos supostamente precisos para celebrar o contrato e que posteriormente pedem aos clientes quantias em dinheiro, para custos administrativos, despesas para estudo do plano de concessão de crédito, pagamento de seguros, taxas e despesas inerentes à concessão do empréstimo, sem que esta última acabe por se concretizar efectivamente.

Perante esta situação, o BdP recorda aos consumidores que a actividade de concessão de crédito apenas está circunscrita às instituições registadas, as únicas que são reconhecidas como competentes para exercer actividade financeira.

 

Tags: , ,